Ajudar uma criança com transtorno obsessivo-compulsivo

Ajudar uma criança com transtorno obsessivo-compulsivo

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Se seu filho tem transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), você sabe que essa condição afeta não apenas seu filho, mas também toda a sua família. A orientação a seguir pode ajudar os pais a entender melhor o TOC, aprender estratégias úteis para sustentar seus filhos e aliviar a angústia ao redor.

O que é transtorno obsessivo-compulsivo?

O TOC geralmente inclui pensamentos (obsessões) recorrentes e incontroláveis ​​e comportamentos (compulsões ou rituais) que a criança sente necessidade urgente de repetir uma e outra vez. Por exemplo, o seu filho pode repetir uma rotina de cuidados até que ele se sinta “correto”.

Uma criança pode se envolver em compulsões ou rituais para reduzir temporariamente o sofrimento. Uma criança também pode completar uma compulsão porque imagina que isso evitará um resultado assustador. Por exemplo, uma criança pode tocar em uma bancada três vezes no início de cada hora para evitar que um pai morra em um acidente de carro. Mesmo que a criança logicamente saiba que os dois comportamentos não estão ligados, o sofrimento causado por tais obsessões pode fazer com que a probabilidade do acidente de carro pareça possível se a criança não realizar o ritual.

Infelizmente, compulsões fortalecem as obsessões a longo prazo. Isso cria um ciclo vicioso de obsessões, angústia e compulsões.

Como o TOC afeta a família?

O TOC não afeta apenas crianças que têm o transtorno. Pode ter um impacto em toda a família, resultando em conflitos frequentes. Por exemplo, a insistência em completar compulsões em horários e locais específicos – como, às 9h da manhã em casa – pode atrasar você para o trabalho e seus filhos atrasados ​​para a escola. O TOC também pode ditar quais membros da família não podem tocar em certos objetos ou dizer certas frases, o que pode fazer com que os membros da família se sintam desconfortáveis ​​em sua própria casa.

Leia Também  Exercício aeróbico ou tai chi para fibromialgia - o que é melhor?

Pais e irmãos compreensivelmente podem sentir-se ressentidos com as maneiras pelas quais o TOC pode interferir em suas vidas diárias. Os pais também podem se sentir culpados por não poderem sustentar seu filho suficientemente.

Como você pode apoiar uma criança com TOC?

Procurar ajuda de um profissional de saúde mental experiente é uma boa maneira de começar. As estratégias usadas para tratar o TOC vão contra os instintos materno e paterno, por isso é importante que as crianças e seus pais estejam envolvidos no tratamento para aprender como lidar com o TOC. As dicas abaixo podem ajudar.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br
  • Perseguir a terapia comportamental cognitiva. A terapia comportamental cognitiva (TCC) é uma psicoterapia especializada que ajuda as pessoas a aprender os vínculos entre pensamentos, sentimentos e comportamentos e desenvolve ferramentas para lidar com padrões inúteis. Um tipo especial de TCC que se concentra na prevenção de exposição e resposta (ERP) é considerado o tratamento padrão-ouro para o TOC. Esse tratamento baseado em evidências ajuda a criança a resistir gradualmente a se envolver em compulsões enquanto aprende que o resultado não é tão ruim quanto o esperado – ou, pelo menos, pode ser tolerado. Se os sintomas do seu filho estiverem consumindo mais de uma hora por dia, criando angústia para o seu filho ou família e interferindo nas atividades, ele poderá se beneficiar do CBT com o ERP. Você pode pedir ao seu pediatra uma indicação ou procurar um provedor ou programa através da International OCD Foundation.
  • Tente não acomodar. Como pai, seu instinto é apoiar e proteger seu filho. Infelizmente, OCD alimenta-se de atenção e acomodação. Por exemplo, se o seu filho lhe pedir para abrir uma porta para evitar entrar em contato com os germes, você irá inadvertidamente fortalecer o TOC cada vez que abrir a porta. Isso ocorre porque o cérebro do seu filho aprende que a maçaneta da porta é algo a temer e não pode ser manipulada por ele. Tente resistir a participar de rituais, mesmo que seja horrível se conter. Dar TOC uma polegada só incentiva a exigir uma milha. A acomodação resistente pode piorar os sintomas antes de melhorar. Pense no TOC como um valentão que exige dinheiro para o almoço. Um valentão geralmente não aceita “não” como resposta inicial. Em vez disso, ele tentará aumentar a aposta até receber o dinheiro. No entanto, o valentão vai aprender ao longo do tempo que não vale a pena o esforço para não receber atenção e nem dinheiro. A situação pode melhorar se você permanecer consistente.
  • Entenda que seu filho provavelmente não está tentando se opor. Se você vê seu filho como desafiando você de propósito, você pode sentir raiva. Isso pode levar você a se envolver em uma batalha inútil de vontades. Tente mudar as perspectivas por um momento. Pense em algo que te aterroriza – talvez entrando em uma gaiola com um tigre faminto. Seu instinto humano é escapar, e você pode fazer o que for preciso para fazê-lo. Agora imagine alguém tentando forçá-lo a ficar na gaiola. É assim que se pode dizer a uma criança que ela precisa parar um ritual. As obsessões provocam tremenda angústia. Seu filho pode se preocupar que ela não será capaz de tolerar o resultado de uma compulsão incompleta. Lembre-se de que o TOC é um agressor muito convincente. Você está irritando o TOC, não o seu filho. Não é seu filho tentando atrapalhar a família; é o TOC.
Leia Também  Novo dispositivo de perda de peso aprovado pela FDA mostra promessa

Procure apoio para si mesmo

Como observado acima, o TOC pode afetar toda a família. Pergunte ao seu pediatra ou a um profissional de saúde mental sobre os grupos de apoio para pais com TOC em sua comunidade. A Aliança Nacional em Doença Mental (NAMI) pode guiá-lo para um. Alguns médicos treinados em TCC e TCC com ERP para crianças com transtorno obsessivo-compulsivo também fornecem orientações aos pais. Você também merece apoio e aprende que não está sozinho enquanto ajuda seu filho a lidar com o TOC.

O post Ajudar uma criança com transtorno obsessivo-compulsivo apareceu em primeiro lugar no Harvard Health Blog.

Textos que valem a leitura:

https://sunflowerecovillage.com/dieta-paleo-para-atletas-paleodieta-para-atletas/

https://horseshoecraftandflea.com/colon-irritavel-ou-sindrome-do-intestino-irritavel-dieta-adaptada/

https://cscdesign.com.br/keto-chicken-lo-mein/

https://marciovivalld.com.br/dwayne-the-rock-johnson-e-under-armour-lancam-a-colecao-chase-greatness/

https://halderramos.com.br/6-alimentos-embalados-saudaveis-%e2%80%8b%e2%80%8bque-lhe-pouparao-tempo-e-dinheiro/

https://lingualtechnik-deutschland.org/o-vinho-tinto-e-realmente-bom-para-o-seu-coracao/

https://ivonechagas.com.br/um-menu-de-dieta-de-figado-gordo-o-que-voce-deve-comer/

https://roselybonfante.com.br/33-fotos-da-familia-kelly-ripa-e-mark-consuelos-que-substituira-o-cafe-da-manha/

https://rosangelaegarcia.com.br/os-medicos-dizem-para-parar-de-usar-papel-higienico/

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br